Tratamento de Dados Pessoais

A navegação através do presente site não implica, necessariamente, o fornecimento de dados pessoais. A Brotéria – Associação Cultural e Científica disponibiliza, no entanto, através do presente site, um formulário, em que se solicita a informação relativa ao Nome, Endereço de correio eletrónico e Número de Identificação Fiscal. Estes dados poderão ser utilizados para emissão de confirmativos de receção de donativos e/ou para subscrição de newsletters, bem como para envio de informação de marketing.

A qualquer momento, o utilizador tem a possibilidade de verificar, corrigir ou eliminar esta informação através do envio de um e-mail para hello@broteria.org. Como confirmação, os utilizadores recebem posteriormente um e-mail de confirmação. Os utilizadores podem, também, anular a subscrição da newsletter a qualquer momento, clicando no link apropriado.

A Brotéria – Associação Cultural e Científica poderá recorrer a prestadores de serviços para que estes lhe prestem serviços no âmbito do website www.broteria.org, designadamente para efeitos da sua administração. Estes terceiros poderão aceder a dados pessoais dos utilizadores aquando da prestação de tais serviços, embora estando sempre vinculados aos deveres de confidencialidade e proteção de dados previstos nesta Política de Privacidade.

A Brotéria – Associação Cultural e Científica poderá modificar a sua Política de Privacidade em qualquer altura. A versão mais atualizada estará sempre disponível neste website e regulará a utilização que faz das informações dos utilizadores. Sugerimos que os utilizadores consultem regularmente a Política de Privacidade mantendo-se ao corrente de quaisquer alterações da mesma e de como os seus dados pessoais são usados. Se esta Política de Privacidade for alterada de forma substancial, os utilizadores serão notificados por meio de um e-mail enviado para os seus endereços de correio eletrónico caso sejam utilizadores registados.
 Para quaisquer questões relativas ao tratamento dos seus dados, por favor contacte-nos para: Brotéria – Associação Cultural e Científica, Rua de São Pedro de Alcântara, 3, 1250-237 Lisboa, Portugal; tel – 213961660, email – hello@broteria.org.
Cookies


Para prestar um melhor serviço ao utilizador, o website www.broteria.org utiliza cookies, ou seja, pequenos arquivos de texto que identificam o seu computador no nosso servidor. Os cookies em si não identificam o utilizador individual, apenas o computador utilizado. Os cookies não são usados para recolher dados pessoais.
Este site utiliza cookies que servem para ajudar a determinar a utilidade, interesse e o número de acessos ao site, permitindo uma navegação mais rápida e eficiente do mesmo, eliminando a necessidade de introduzir repetidamente as mesmas informações.
 
Todos os navegadores permitem ao Utilizador aceitar, recusar ou apagar cookies, nomeadamente através da seleção das definições apropriadas no respetivo navegador. Pode configurar os cookies no menu “opções” ou “preferências” do seu navegador. Para saber mais sobre os cookies, incluindo a forma de ver o que os cookies foram criados e como gerenciar e excluí-los, visite www.allaboutcookies.org que inclui informações sobre como gerir as suas configurações para os vários fornecedores de navegadores.
 
Note-se, no entanto, que, ao desativar cookies, pode afetar, parcial ou totalmente, a sua experiência de navegação no site.
 
A PPCJ reserva-se o direito de, a todo o momento e sem aviso prévio, alterar os presentes termos e condições.
Se tem dúvidas sobre esta política de cookies, pode contatar a Brotéria – Associação Cultural e Científica, através do endereço hello@broteria.org.
 
Estas condições de utilização do site www.broteria.org encontram-se sujeitas à lei portuguesa.
Aceitar e Fechar
TERMOS E CONDIÇÕES
www.broteria.org


PREÂMBULO

1.º Estas condições gerais de venda são acordadas entre a Brotéria - Associação Cultural e Científica, com sede na Rua de São Pedro de Alcântara 3, 1250-237 Lisboa, Portugal, número de identificação fiscal 503 312 070 e contacto +351 910 534 554, doravante designada por “Brotéria“ e as pessoas que desejem efetuar compras através do website www.broteria.org doravante designadas por "Compradores".

2.º As partes acordam que as compras efetuadas através do website www.broteria.org serão reguladas exclusivamente pelo presente contrato com exclusão de quaisquer condições previamente disponíveis no website.


ARTIGO 1 – OBJETO

1. As presentes condições gerais de venda têm por objeto disponibilizar e definir todas as informações necessárias ao Comprador sobre a modalidade de pagamento efetuado no website www.broteria.org

2. Estas condições regulam todas as etapas necessárias para realizar a compra e garantem o seguimento da mesma entre as Partes Contratantes.


ARTIGO 2 – COMPRA

1. O Comprador concretiza o seu pagamento através da conclusão do processo de compra apresentado no website www.broteria.org, adicionando o montante que pretende comprar:

2. Para contribuir, o Comprador deverá:

a) Completar a informação e escolher as opções que lhe são disponibilizadas ao longo do processo de termino da compra (morada e correio electrónico para faturação, forma de pagamento, bem como o NIF e o nome que, para efeitos fiscais, pretende que constem na fatura).

3. A confirmação final do pagamento pelo Comprador equivale à aceitação plena e completa dos preços e descrição dos produtos/serviços disponíveis para venda assim como destas Condições Gerais de Compra que serão as únicas aplicáveis ao contrato assim concluído.

4. Os dados constantes na fatura são da inteira responsabilidade do Comprador. A fatura depois de emitida não poderá ser reemitida com alterações.

5. No website www.broteria.org, a Brotéria propõe ao Comprador as seguintes modalidades de pagamento via Easypay - Instituição de Pagamento Lda:

a) Cartão de crédito (Visa, Mastercard);
b) Transferência;
c) Paypal;
COLOCAÇÃO LOGO EASYPAY E LOGOS DAS AS MARCAS
1. No caso do pagamento com cartão de crédito, o débito será efetuado no cartão do Comprador imediatamente após confirmação da contribuição.

 
ARTIGO 3 – PREÇOS
 
1. Os preços devem entender-se em Euros, com taxas e impostos incluídos, tendo em conta o IVA em vigor à data do pagamento do donativo.

 
ARTIGO 4 – CANCELAMENTO E DEVOLUÇÃO

O processo de cancelamento ou devolução é tratado caso a caso, pela Brotéria. O pedido deverá chegar por escrito para o e-mail de contacto revista@broteria.org, até 10 dias após o pagamento do donativo, sendo as instruções de cancelamento ou devolução do valor pago, respondidas e definidas pela Brotéria, pelo mesmo meio de comunicação.
 
Sempre que possível a devolução deverá realizar-se pela mesma via de pagamento, mas caso não seja possível, o Doador deverá apresentar comprovativos de pagamento e de titularidade de conta ou cartão, para que se realize a devolução por Transferência Bancária.
 
A Brotéria compromete-se a reembolsar o Comprador no prazo máximo de 30 dias. 

 
ARTIGO 5 – POLÍTICA DE PRIVACIDADE
 
O tratamento dos seus dados é feito no cumprimento da legislação sobre a proteção de dados pessoais. Os mesmos, sujeitos a tratamento informático, constarão na(s) base(s) de dados da Brotéria e destinam-se ao registo e apresentação de outros produtos e serviços, bem como informação institucional, a disponibilizar pelas mesmas. 
 
O seu fornecimento é facultativo e é garantido, nos termos da lei, o direito de acesso, retificação e anulação de qualquer dado que lhe diga diretamente respeito, pessoalmente ou por via escrita, diretamente para o endereço constante na página inicial deste website. 
Fechar
e08
Coordenadas para um novo normal
11 junho — 9 julho 2020

Cinco temas,
cinco episódios

Acreditamos que a emergência do “novo normal” não pode ser só fruto do acaso e da precipitação dos acontecimentos, e que os critérios que vão presidir ao futuro das nossas sociedades terão que ser assumidos, ponderados e explicitamente desejados.

Lançamos por isso um desafio a ser respondido a várias vozes e em várias dimensões. Todas as quintas-feiras às 10h, um novo episódio para ver em broteria.org ou no canal de YouTube da Brotéria.
Depois de superada a pandemia, teremos que encontrar um novo normal. Olhamos para este tempo novo, que queremos mais justo e humano, na preparação de um regresso à normalidade que possa assegurar uma distribuição equilibrada dos bens essenciais para o desenvolvimento de cada pessoa. Na organização económica, social, cultural ou ambiental das nossas sociedades, quais são os bens que, no “novo normal”, não devem ser possuídos em excesso por uns e em falta por outros?

Entre 11 de junho e 9 de julho, a Brotéria chamará a atenção para cinco temas que se foram impondo, procurando encontrar um mapa para esta reflexão e apontar coordenadas:

1  o isolamento dos idosos
2  a produção excessiva de lixo
3  as questões do trabalho e da justiça entre gerações
4  a distribuição dos bens culturais
5  a mobilidade nas cidades em que vivemos

Alargamos agora o convite. Desafiamos quem se queira empenhar na construção do futuro a deixar-se envolver nesta discussão. Veja aqui o vídeo de apresentação. 




11.06 
Este país é para velhos
Nuno Frazão (Positive Benefits)
Maria Teresa Rochate (S. José de Alcalar)
18.06
Produzimos demasiado lixo
Teresa Nazareth (Mãe de família, cidadã eco-responsável)
Francisco Ferreira (ZERO) 
25.06
Cultura, chave do futuro
Sara Barriga Brighenti (Plano Nacional das Artes - DGE)
Hugo Seabra (PARTIS-FCG)
02.07
Justiça entre gerações
Luis Lobo Xavier (Fundação Calouste Gulbenkian)
Diogo Alves (Global Shapers)
09.07
Cidade em movimento
Miguel de Castro Neto (Nova IMS)
Paula Teles (Mobilidade PT)
 
Todas as quintas-feiras às 10h, um novo episódio para ver em broteria.org ou no canal de YouTube da Brotéria.
Episódio 4
Justiça entre gerações

Luis Lobo Xavier (Fundação Calouste Gulbenkian)
Diogo Alves (Global Shapers)
As decisões tomadas hoje têm impacto na vida das gerações futuras. Por isso, no novo normal, queremos que haja uma justa construção do futuro. Queremos que se preste verdadeira atenção a questões como a dívida soberana deixada às gerações futuras, as consequências do empobrecimento dos ecossistemas, ou ainda a distribuição do trabalho e de rendimentos entre gerações diferentes. Afinal, que país e que mundo queremos ter?
 
Trouxemos para esta conversa Luís Lobo Xavier e Diogo Alves, que nos ajudaram a apontar novas direções para uma maior justiça intergeracional, tomando consciência não só do problema como também das causas do problema. Falámos sobre a implementação de soluções de crédito acessível para indivíduos e famílias em início de vida; sobre a criação de mecanismos que visem reduzir a carga fiscal das gerações que enfrentam remunerações médias mais baixas; e sobre o empowerment da ação e da voz dos jovens na educação, cultura, sustentabilidade e envolvimento cívico.

Episódio 3
Cultura, chave do futuro

Sara Barriga Brighenti (Plano Nacional das Artes - DGE)
Hugo Seabra (PARTIS-FCG)
Quando a economia pára, as sociedades entram em modo de sobrevivência. Durante o isolamento, alimentámos o corpo mas também o espírito, construíndo os nossos imaginários pessoais e colectivos, desenhando o futuro sobre a incerteza do presente. Depois da pandemia, queremos continuar a fazê-lo, e queremos que cada pessoa possa ter acesso aos bens culturais e artísticos que compõem as ferramentas dessa construção. 
 
Juntámos Hugo Seabra e Sara Barriga Brighenti para uma conversa em torno do papel das práticas artísticas, da criatividade e da sensibilidade estética nas crises.

Episódio 2
Produzimos demasiado lixo

Teresa Nazareth (Mãe de família, cidadã eco-responsável)
Francisco Ferreira (ZERO)
Em dois meses de confinamento, vimos um mundo mais atento à sustentabilidade do planeta e vimos o efeito que podemos ter no combate ao desperdício. Em casa, percebemos que os recursos que já temos nos permitem um dia-a-dia mais amigo do ambiente, e vemos com clareza que há caminho a fazer tanto a nível político como doméstico.

Conversámos com a Teresa Nazareth e com o Francisco Ferreira, procurando soluções para os problemas de justiça distributiva em relação ao nosso impacto ecológico, em diferentes escalas: família, municípios, país. Propomos um consumo mais racional de produtos descartáveis nas famílias e opções políticas de desenvolvimento sustentável para a construção de uma sociedade mais resiliente, na busca de um novo futuro comum.



Episódio 1
Este país é para velhos

Nuno Frazão (Positive Benefits)
Maria Teresa Rochate (S. José de Alcalar)
O abandono dos idosos em Portugal não pode continuar a ser “normal”. A pandemia mostrou-nos, mais uma vez, a fragilidade desta população. Mas há exemplos por perto de como criar estratégias de socialização e comunidade, apostando na qualidade de vida dos mais velhos. 

Fomos a São José de Alcalar, onde vivem 115 idosos numa aldeia pensada de raíz, com dois círculos de casas, onde a vizinhança é um fator muito importante. No coração da aldeia, existe uma creche. Aqui é para viver, morrer vem depois.


De revista centenária a centro cultural, somos o lugar onde as culturas urbanas contemporâneas e a fé cristã se cruzam.

Galeria
Revista
Livraria
Biblioteca
Café com pátio
Somos uma casa de cultura dos jesuítas portugueses atenta à cidade e a quem a habita, com uma programação que nasce da relação com a rua e onde há espaço para a espontaneidade e a discussão.
 
Olhamos para a criação de cultura de forma circular, rigorosa e profunda, gerando e acolhendo programação artística, investigativa, discursiva, comunicativa e espiritual. Somos diálogo a muitas vozes, biblioteca de investigação, revista como rede de pensamento, café como lugar de encontro, livraria como porta de entrada, galeria como forma de expressão, casa de portas abertas ao encontro com a cidade.
 
A Brotéria é um projecto em parceria estratégica com a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa.
Dia 8 de junho, retomámos a vida da Brotéria dentro de casa com novidades.
Durante o mês de junho, temos 14 espaços de trabalho individual diários, distribuídos por quatro salões, disponíveis sob marcação. Reserve já o seu.

O Café Brotéria reabre ao público com um menu renovado, obras no pátio para maior conforto de todos e pronto a receber almoços em segurança. Aberto de segunda a sábado, das 11h às 19h. Marque já a sua mesa connosco.

Damos as boas-vindas à Snob, uma livraria e editora independente que se mudou cá para Casa. Faz parte da tradição da Brotéria o contacto próximo com o livro e com a palavra escrita. Além de ter uma grande atenção à produção literária contemporânea, a Snob destaca-se por ter uma equipa acolhedora e próxima. A partir de dia 8, às 13h, podem encontrar o Duarte, a Rosa, a Leonor, o Bruno ou o Marcos no hall de entrada da Brotéria, à vossa espera.

Enquanto não retomamos a nossa programação presencial, continuamos a promover uma vida cultural activa e responsável através dos projetos que temos lançado.

Desafiámos uma comunidade de artistas, escritores, músicos e outros agentes culturais a criar um momento de beleza e de silêncio. Aos Vossos Lugares! mantém-se activo como arquivo de reflexão para ser visto e revisto.


Durante as primeiras semanas de isolamento, o P. Francisco convidou os jesuítas que vivem na Brotéria para conversarem sobre aquilo em que andavam a pensar. Foram contributos pequenos para combater o desassossego.
A Brotéria é uma revista cultural de inspiração cristã, publicada mensalmente desde 1902 pelos jesuítas portugueses. Descarregue aqui o índice da revista de maio-junho:

Descarregue o nosso Press Kit e/ou a Brochura aqui

Download Brochura
A Revista Brotéria oferece uma reflexão serena e cuidada sobre a ‘atualidade lenta’ do mundo, contribuindo para a discussão dos principais temas culturais de hoje nas áreas da literatura, sociedade, arte, política, história, filosofia, religião, ciências e bioética.

O Caderno Cultural apresenta uma seleção crítica de livros, filmes, séries, peças de teatro, exposições, música, património e museus.

Fundada em 1902, no Colégio de São Fiel, na Beira Baixa, a Brotéria é um caso único de longevidade na história das edições periódicas portuguesas, nunca tendo sido interrompida a sua publicação, nem mesmo no meio da turbulenta saga dos jesuítas portugueses, em tempos de exílio. Sendo inicialmente consagrada ao estudo das ciências naturais (botânica, zoologia e divulgação cientifica), as temáticas abordadas pela revista dos jesuítas portugueses foram-se diversificando para questões culturais, científicas, sociais e políticas próprias de cada tempo. Entre os seus mais destacados directores contam-se os nomes do P. Joaquim Silva Tavares, P. Manuel Antunes, P. Luís Archer, P. Domingos Maurício, P. Alphonse Luisier.

Descarregue o nosso Press Kit e/ou a Brochura aqui

Download Brochura
Compre já a Brotéria de maio-junho ou torne-se leitor através da subscrição anual da revista, em papel ou formato digital.
Tabela de preços nacionais
Subscrição anual (10 números)
55 Eur  Papel
40 Eur  Digital
 
Compra avulso
8 Eur  Papel
5 Eur  Digital

Para preçários internacionais, renovações de subscrição, pedidos de números anteriores ao deste mês ou moradas distintas para envio e fatura, envie um e-mail para revista@broteria.org
Compre ou subscreva
 
* Campos de preenchimento obrigatório. Antes de seleccionar a opção de compra, consulte a tabela de preços nacionais acima.

Subscreva a nossa newsletter